Anuncie neste site

Fogo atinge vegetação em obra abandonada e assusta moradores do Setor Pestana em Guaraí


Foto: Divulgação/WhatsApp - Primeiras informações sobre a queimada foram divulgadas por volta das 19h; em pouco tempo, toda a vegetação e os restos da construção abandonada foram consumidos pelo fogo sem controle.
Foto: Divulgação/WhatsApp - Primeiras informações sobre a queimada foram divulgadas por volta das 19h; em pouco tempo, toda a vegetação e os restos da construção abandonada foram consumidos pelo fogo sem controle.

Publicado em 29/07/2020 21:43 - Categoria: Notícias
Atualizado em 05/08/2020 07:36 - Escrito por: Marcelo Gris

Moradores do bairro Setor Pestana em Guaraí viveram momentos de pânico na noite desta quarta-feira (29/07), após um incêndio atingir o terreno de uma obra abandonada. Relatos enviados ao Guaraí Notícias indicam o desespero das pessoas que não tinham para quem recorrer, já que Guaraí não possui Corpo de Bombeiros e muito menos estrutura adequada para o combate de incêndios.

 

“O fogo começou por volta das 19h. A gente entrou em desespero aqui em casa, pois moramos quase em frente. Na hora só lembrei de avisar o Guaraí Notícias, que sempre mostra os estragos causados pelo fogo na cidade”, relatou um morador, que preferiu não ser identificado. Ele foi orientado a ligar no Corpo de Bombeiros, mas quem atendeu teria informado que não poderia mandar ajuda.

 

Vale lembrar que a unidade mais próxima do Corpo de Bombeiros Militar está situada em Colinas do Tocantins, distante 100 quilômetros de Guaraí. Apesar de possuir bombeiros civis e brigadistas treinados, Guaraí ainda não tem uma brigada para combate de incêndios. Um projeto de lei que tramita na Câmara desde abril promete solucionar esta questão, porém ainda não foi votado.

 

 

A obra interminável

 

Foto: Arquivo/Guaraí Notícias (2019)

Terreno atingido pelo fogo deveria abrigar um Centro Profissionalizante.

 

O local atingido pelo fogo fica nos fundos do Parque de Exposições Agropecuárias de Guaraí. O terreno deveria abrigar um Centro Profissionalizante. As obras foram iniciadas há 7 anos, mas não atingiram nem 20% do planejado. Em setembro passado o Governo Estadual, responsável pela construção, chegou a anunciar que retomaria os trabalhos, mas nada aconteceu.

Compartilhe: