Anuncie neste site

Rede elétrica do Setor Alto Bonito começa a ser instalada; obras se arrastam há 8 anos


Foto: Divulgação/Prefeitura de Guaraí - Segundo as informações disponibilizadas pelo município, estão sendo construídos 484 metros de rede de média tensão e 1.104 metros de baixa tensão no Setor Alto Bonito.
Foto: Divulgação/Prefeitura de Guaraí - Segundo as informações disponibilizadas pelo município, estão sendo construídos 484 metros de rede de média tensão e 1.104 metros de baixa tensão no Setor Alto Bonito.

Publicado em 24/09/2020 12:25 - Categoria: Notícias
Atualizado em 24/09/2020 18:22 - Escrito por: Marcelo Gris

Há 8 anos, 49 famílias guaraienses sonham com o dia em que poderão se mudar para suas casas. Elas foram beneficiadas por um projeto habitacional financiado com recursos federais, mas que acabou sendo assumido pela Prefeitura de Guaraí, após inúmeros problemas. Nesta semana, a rede elétrica do novo bairro, que recebe o nome de Setor Alto Bonito, finalmente começou a ser instalada.

 

O terreno onde estão as 49 unidades habitacionais possui espaço para abrigar até 750 casas. Ele está situado nas proximidades do Setor Serrinha e recebe o nome de Alto Bonito por conta justamente da sua localização mais elevada. Desde o início de seu mandato, a prefeita de Guaraí, Professora Lires Ferneda (MDB), vem tentando concluir os trabalhos de construção do residencial popular.

 

Residencial Habitare II

 

Outro empreendimento imobiliário popular muito aguardado em Guaraí é o Residencial Habitare II, que já foi concluído e possui 61 moradias. As obras são financiadas pela Caixa e executadas pela ONG Habitat para a Humanidade, que utiliza um terreno doado pela Prefeitura de Guaraí. Neste caso, resta apenas a finalização dos processos documentais para que as moradias sejam ocupadas.

 

Jardim Nova Esperança

 

O sonho que famílias beneficiadas do Setor Alto Bonito e do Residencial Habitare II ainda não realizaram de fato, já é uma realidade para quem vive no Jardim Nova Esperança, que teve suas obras finalizadas em 2015. O bairro, situado às margens da rodovia TO-336, na saída para Colméia, possui 100 residências, edificadas também com recursos disponibilizados pelo Governo Federal.

Compartilhe: