Anuncie neste site

PRF que iniciou carreira atuando em Guaraí é eleito para comandar central sindical no Tocantins


Foto: Arquivo Pessoal - Gomes, que também é presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Tocantins (SINPRF/TO), destacou que pretende continuar as boas ações desenvolvidas por seu antecessor.
Foto: Arquivo Pessoal - Gomes, que também é presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Tocantins (SINPRF/TO), destacou que pretende continuar as boas ações desenvolvidas por seu antecessor.

Publicado em 01/02/2019 11:36 - Categoria: Notícia

O policial Marco Antônio Gomes foi eleito nesta última quarta-feira (30/01), para assumir o cargo de presidente da União Geral dos Trabalhadores do Tocantins (UGT/TO), braço estadual de uma das maiores representatividades sindicais do país. Integrante dos quadros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o sindicalista começou suas atividades na corporação atuando no posto de Guaraí, há 14 anos.

 

O novo representante vai substituir Célio Mascarenhas, que esteve à frente da UGT/TO por dois mandatos (8 anos). Neste período, o dirigente ajudou a fundar a entidade no Estado, sendo ainda protagonista de eventos importantes, incluindo greves de diversas categorias. Neste período, a entidade também participou de discussões das reformas trabalhista e previdenciária, entre outras atividades.

 

Foto: Divulgação/UGT-TO

Eleição e posse de Gomes na UGT/TO aconteceu nesta última quarta-feira (30/01).

 

Gomes, que também é presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Tocantins (SINPRF/TO), destacou que pretende continuar as boas ações desenvolvidas por seu antecessor, fortalecendo ainda os interesses das entidades parceiras da UGT/TO e da classe trabalhadora. “Vamos continuar fazendo o melhor para as categorias afiliadas, defendendo os interesses dos trabalhadores”.

 

Com mais de 1.336 entidades sindicais filiadas, a União Geral dos Trabalhadores é a 2ª maior central sindical do país, atrás apenas da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A entidade representa atualmente mais de 10 milhões de trabalhadores dos mais diversos segmentos, incluindo servidores públicos e profissionais ligados a empresas do comércio, indústrias e prestadoras de serviço.

Compartilhe: