Mulher é presa ao tentar entrar na CPP de Guaraí com droga escondida dentro da vagina


Foto: Ilustração/Internet - Investigações apontam que mulheres estariam sendo usadas para o transporte de drogas aos internos da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Guaraí. Uma das detidas havia escondido entorpecentes dentro da vagina.

Publicado em 10/03/2018 02:00 - Categoria: Policial

Uma ação conjunta entre Defesa Social e Polícia Civil resultou na prisão de três pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas em Guaraí nesta última sexta-feira (09/03). Investigações apontam que mulheres estariam sendo usadas para o transporte de drogas aos internos da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Guaraí. Uma das detidas havia escondido entorpecentes dentro da vagina.

 

Por se tratar de uma investigação que ainda está em curso, os nomes das pessoas presas nesta ação não foram divulgados, justamente para que o trabalho de identificação de outros possíveis envolvidos não seja prejudicado. Sabe-se apenas que das três pessoas presas, duas eram mulheres e um seria o receptador da droga, interno que cumpre pena na unidade em questão.

 

Segundo informado, a mulher detida com a droga escondida nas partes íntimas possuía ainda um relacionamento amoroso com o preso receptador e teria sido recrutada por uma terceira pessoa, também do sexo feminino, responsável por preparar a droga e esconder na vagina da transportadora, lembrando que o produto posteriormente seria revendido dentro da própria CPP.

 

Todas as três pessoas envolvidas no esquema foram apresentadas na sede da Delegacia de Polícia Civil de Guaraí, onde o crime foi registrado. Após os procedimentos de praxe, o detido que já cumpria pena retornou a CPP, indiciado agora por mais um crime. Já as mulheres, serão encaminhadas para uma unidade prisional feminina, onde devem permanecer à disposição da Justiça.

Compartilhe: