Anuncie neste site

Justiça autoriza recuperação judicial de empresa do ramo de agronegócio com sede em Guaraí


Foto: Divulgação - Criada em Guaraí no ano de 2012, a empresa possui filiais nos estados do Maranhão, Bahia, Piauí, além de outras cidades do Tocantins e acumula dividas superiores a R$ 150 milhões.
Foto: Divulgação - Criada em Guaraí no ano de 2012, a empresa possui filiais nos estados do Maranhão, Bahia, Piauí, além de outras cidades do Tocantins e acumula dividas superiores a R$ 150 milhões.

Publicado em 20/02/2020 11:20 - Categoria: Empresas & Negócios

O Poder Judiciário do Tocantins autorizou nesta semana o início do processo de recuperação judicial da Foco Agronegócios S/A, empresa criada em Guaraí no ano de 2012 e que possui filiais nos estados do Maranhão, Bahia, Piauí, além de outras cidades do Tocantins. O empreendimento possui dividas que ultrapassam os R$ 150 milhões e tenta reorganizar sua atual situação, evitando a falência.

 

O pedido de recuperação judicial foi protocolado pelo advogado mato-grossense Antonio Frange Júnior, especialista neste tipo de causa e que já ajudou a reorganizar a situação financeira de aproximadamente 300 empresas em todo o país durante os últimos anos. O processo objetiva superar a situação de crise econômico-financeira enfrentada, a fim de permitir a manutenção do negócio.

 

Desde a safra 2015/2016 a empresa guaraiense vem enfrentando problemas com credores. Na época, uma seca prolongada, que durou 45 dias, acabou afetando às receitas, já que muitos de seus clientes acabaram não conseguindo cumprir com suas obrigações financeiras. A situação se agravou em 2018, quando a greve dos caminhoneiros paralisou o país e afetou o preço do frete.

 

Na ação protocolada na Justiça do Tocantins, o advogado Frange Júnior ainda destaca que a Foco Agronegócios S/A é uma empresa que se preocupa com a responsabilidade social das regiões onde possui atuação direta, além de ser uma grande geradora de emprego e renda. Em Guaraí, onde boa parte dos investimentos estão concentrados, muitos foram os projetos sociais apoiados.

Compartilhe: