Anuncie neste site

Escola pública de Guaraí promove ação inclusiva por meio da prática do jiu-jitsu adaptado


Foto: Divulgação/CEMOT - Diego encontrou no esporte, em especial na prática do jiu-jitsu, uma forma de utilizar o potencial completo de seu corpo.
Foto: Divulgação/CEMOT - Diego encontrou no esporte, em especial na prática do jiu-jitsu, uma forma de utilizar o potencial completo de seu corpo.

Publicado em 30/11/2018 16:00 - Categoria: Educação

A professora e educadora física Ana Rachel da Silva vem desenvolvendo uma ação, juntamente com alunos do Centro de Ensino Médio Oquerlina Torres (CEMOT) de Guaraí, que visa incluir, por meio do esporte, pessoas com dificuldades de locomoção. Recentemente a educadora convidou um ex-aluno cadeirante, praticante de jiu-jitsu, que demonstrou como a modalidade o ajudou.

 

O trabalho integra as atividades de uma disciplina eletiva chamada “Sem Limites”, que reúne um misto de conceitos relativos a sociologia, biologia e educação física. Por ser uma escola de tempo integral, no CEMOT os alunos escolhem parte do conteúdo que desejam aprender, desenvolvendo assim habilidades e conhecimentos que exploram e evidenciam o protagonismo juvenil.

 

Foto: Divulgação/CEMOT

O trabalho integra as atividades de uma disciplina eletiva chamada “Sem Limites”.

 

Convidado pela educadora, o ex-aluno Diego Bento da Silva, de 26 anos, conta que desde que nasceu enfrenta a realidade da deficiência física, devido a problemas ocorridos no momento do parto (falta de oxigenação no cérebro). Apesar disso, ele diz ter uma vida plena e encontrou no esporte, em especial na prática do jiu-jitsu, uma forma de utilizar o potencial completo de seu corpo.

 

“O nosso propósito foi trabalhar com o esporte integrando a dimensão inclusiva”, afirma Ana Rachel. Na proposta pedagógica da disciplina eletiva, destacam-se a valorização do conhecimento teórico, a preparação e divulgação dos esportes adaptados como meio de inclusão social, além da contemplação dos aspectos físicos, morais e intelectuais das atividades físicas voltadas para adaptados.

 

Foto: Divugação/CEMOT

Ex-aluno Diego Bento da Silva foi convidado para a atividade inclusiva realizada na escola.

 

Conceito básico do jiu-jitsu

 

O jiu-jitsu é uma arte marcial japonesa, muito difundida no Brasil, que utiliza técnicas envolvendo golpes de alavanca, torções e pressões para derrubar e dominar o oponente. O praticante da modalidade usa todo o corpo como instrumento de combate, fazendo uso inclusive das forças do próprio adversário. O esporte está entre os que mais cresceu em todo mundo nos últimos 20 anos.

Compartilhe: