Anuncie neste site

Doença considerada rara faz pessoas simplesmente pararem de ouvir vozes masculinas


Foto: Ilustração/Internet - As pessoas que enfrentam esta condição deixam de ouvir sons de baixa frequência, como vozes masculinas, zumbidos de geladeira, micro-ondas ou até mesmo de trovões.
Foto: Ilustração/Internet - As pessoas que enfrentam esta condição deixam de ouvir sons de baixa frequência, como vozes masculinas, zumbidos de geladeira, micro-ondas ou até mesmo de trovões.

Publicado em 31/01/2019 16:00 - Categoria: Saúde

Você consegue se imaginar não ouvindo vozes? E que tal não ouvir a voz de homens? Alguns podem até ver nisso uma certa vantagem ou um sonho realizado, mas a verdade podemos estar falando de uma doença rara, chamada de “perda auditiva de inclinação invertida” ou “deficiência auditiva de baixa frequência”, que acabou ganhando repercussão neste ano por causa de um registro ocorrido na China.

 

As pessoas que enfrentam esta condição deixam de ouvir sons de baixa frequência, como vozes masculinas, zumbidos de geladeira, micro-ondas ou até mesmo de trovões. Não há um número exato de atingidos pela doença, mas segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 466 milhões de pessoas em todo o mundo (5% da população) apresentam algum tipo de problema auditivo parecido.

 

No caso da chinesa, identificada apenas como “Chen”, a informação é que a mesma teria procurado um hospital, afirmando que não conseguia ouvir a voz do namorado. A paciente também informou que no dia anterior se consultou com uma médica especialista, já que havia apresentando algumas reações físicas características do transtorno, incluindo vômitos e zumbidos constantes nos ouvidos.

 

A médica que atendeu “Chen” disse que a doença foi causada por um conjunto de fatores que ia desde o estresse até longas horas de trabalho e poucas horas de sono. Com um período de descanso, a capacidade auditiva da paciente acabou voltando a normalidade. A condição também afeta pacientes com diabetes alta ou os portadores de doenças hereditárias que atingem o nervo auditivo.

 

Esta perda auditiva também pode ser causada, em alguns casos considerados mais graves, por mudanças de pressão no líquido interno do ouvido ou uma abertura anormal neste órgão, efeito colateral de uma anestesia geral, por exemplo. As pessoas com perda auditiva de inclinação invertida podem ainda ter dificuldade para ouvir vozes por meio do telefone ou barulhos gerados pelo motor de automóveis à combustão.

Compartilhe: