Anuncie neste site

CCJ aprova relatório de Kátia Abreu que cria UFNT em Guaraí; pauta agora segue para votação


Foto: Divulgação/Ascom Kátia Abreu - O projeto agora segue com regime de urgência para análise do plenário. Kátia Abreu destacou que a nova universidade terá orçamento próprio e independência.
Foto: Divulgação/Ascom Kátia Abreu - O projeto agora segue com regime de urgência para análise do plenário. Kátia Abreu destacou que a nova universidade terá orçamento próprio e independência.

Publicado em 05/06/2019 17:11 - Categoria: Educação

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (05/06), o relatório da senadora Kátia Abreu (PDT-TO) ao texto do projeto de lei que solicita a criação da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), nova instituição de ensino superior do sistema Federal sediada em Araguaína, com campis em Guaraí, Tocantinópolis e Xambioá.

 

O projeto agora segue com regime de urgência para análise do plenário. Kátia Abreu destacou que a nova universidade terá orçamento próprio e independência. O projeto prevê que cursos, alunos e cargos dos campis da UFT de Araguaína e de Tocantinópolis sejam automaticamente transferidos para a UFNT. Além disso, cria estruturas nos municípios de Xambioá e Guaraí.

 

“A UFNT terá autonomia em ações, gastos e investimentos e poderá receber emendas parlamentares de toda a bancada federal”, afirmou. “Araguaína fica num ponto estratégico de confluência com Pará, Maranhão e Piauí. Por isso, não atenderá apenas aos tocantinenses que sonham em cursar uma universidade pública, mas a todos os estudantes dos estados vizinhos e do Brasil”, completou.

 

Vale reforçar que a Universidade Federal do Tocantins (UFT) manterá sua sede em Palmas, capital do estado - sob comando do reitor Luís Eduardo Bovolato – além dos campi de Gurupi, Arraias, Miracema do Tocantins e Porto Nacional. Já a UFNT terá um novo reitor. A bancada do Tocantins ainda vai tentar articular a criação de mais um campus na estrutura da nova universidade, o de Araguatins.

Compartilhe: