Anuncie neste site

Capturas de escorpiões aumentam consideravelmente em Guaraí, apontam dados do CCZ


Foto: Ilustração/Internet - Os exemplares mais comuns de Guaraí são das espécies Tytyus Confluens (Escorpião Marron), Rhopalurus Agamemnon (Escorpião do Cerrado) e Bothriurus Araguayae (Escorpião Preto).
Foto: Ilustração/Internet - Os exemplares mais comuns de Guaraí são das espécies Tytyus Confluens (Escorpião Marron), Rhopalurus Agamemnon (Escorpião do Cerrado) e Bothriurus Araguayae (Escorpião Preto).

Publicado em 21/12/2018 12:39 - Categoria: Saúde

Dados obtidos junto ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Guaraí mostram que o número de capturas de escorpiões no perímetro urbano do município aumentou de forma significativa em 2018, se comparado aos dois anos anteriores. De 1º de janeiro a 20 de dezembro deste ano foram coletados 22 exemplares, contra apenas 4 em 2017 e 5 em 2016, um aumento de 550%.

 

Ainda conforme os dados do CCZ, os exemplares mais comuns avistados em Guaraí são os das espécies Tytyus Confluens (Escorpião Marron), Rhopalurus Agamemnon (Escorpião do Cerrado) e Bothriurus Araguayae (Escorpião Preto). Há registros de outras espécies encontradas, porém em quantitativos menos significantes, alguns considerados inclusive mais perigosos e até letais.

 

Foto: Arquivo/Guaraí Notícias

Técnicos do CCZ realizando investigação em residência com ocorrência de escorpiões.

 

“Houve de fato um aumento na captura de escorpiões e também já identificamos mais acidentes do que o habitual. A maior parte das ocorrências foi registrada em residências. Nós sempre recomendamos alguns cuidados, além de um controle de insetos que podem servir de alimento para os escorpiões, em especial as baratas”, explica o técnico do CCZ, Antônio Oliveira dos Santos.

 

Analisando informações do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital Regional de Guaraí (HRG), nota-se que o número de atendimentos de pessoas picadas por animais peçonhentos (venenosos), o que inclui ainda incidentes com cobras, aranhas, lagartas, entre outros, também aumentou significativamente de 2017 para 2018, saltando de 80 para 123 notificações de um ano para outro.

 

10 dicas importantes sobre os escorpiões:

 

1 – Evite o acumulo de lixo e entulhos (abrigo de escorpiões);

2 – Tenha cuidado com frestas nas paredes, buracos e tubulações expostas;

3 – Faça o controle de baratas, elas servem de alimento para os escorpiões;

4 – Sapos, lagartixas e galinhas são inimigos naturais dos escorpiões, preserve-os;

5 – Use botas em ambientes com entulhos, mato alto ou lixo acumulado;

6 – Verifique sempre peças de roupas e calçados antes de utiliza-los;

7 – Escorpiões tem hábitos noturnos, tenha mais atenção neste período;

8 – Ligue para o CCZ e solicite a captura dos exemplares se os encontrar;

9 – Preserve o escorpião, pois o veneno contém o antidoto para cura da picada;

10 – Procure atendimento médico imediato em caso de acidentes.

 

Coletando o escorpião:

 

Com um graveto, empurre o inseto para dentro de um vasilhame. A recomendação é de que seja usado um recipiente com tampa. Você também pode utilizar uma pá de lixo para empurrá-lo ou algum cabo de vassoura. Não use diretamente as mãos para captura-lo e mantenha uma distância segura.

 

Contatos dos CCZ de Guaraí:

 

Para mais informações e esclarecimentos, procure o CCZ de Guaraí. A sede do órgão público municipal está situada no Setor Aeroporto, mais precisamente na Avenida W-5, nos fundos do Colégio Estadual Irineu Albano Hendges (CEIAH). O telefone de contato é o (63) 3464-1624, lembrando que o atendimento ocorre das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda à sexta-feira.

Compartilhe: