Anuncie neste site

Brasil ganha 5 posições no ranking da inovação, mas ainda é o 64º entre 126 nações


Foto: Divulgação - A elevação da colocação brasileira se deve principalmente pelo aumento de gastos com pesquisa e desenvolvimento, importações e exportações de alta tecnologia e pela qualidade das publicações científicas nacionais.

Publicado em 10/07/2018 14:23 - Categoria: Empresas & Negócios

O Brasil ganhou 5 posições na lista dos países que mais investem em inovação no mundo, é o que constata um levantamento divulgado pela Organização Mundial de Propriedade Intelectual, com base na análise de 126 nações estratégicas. Em 2017 o país ocupava a 69ª posição e agora é o 64º.

 

O estudo foi divulgado nesta terça-feira (10/07) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), parceira no Brasil da entidade internacional detentora do levantamento. A liderança do ranking ficou com a Suíça. O país foi seguido por Holanda, Suécia, Reino Unido, Cingapura, Estados Unidos e Alemanha.

 

A elevação da colocação brasileira se deve principalmente pelo aumento de gastos com pesquisa e desenvolvimento, importações e exportações de alta tecnologia e pela qualidade das publicações científicas nacionais. Neste tópico, o estudo salienta os materiais publicados pela Universidade de São Paulo (USP).

 

Chama atenção no levantamento a queda de posição dos Estados Unidos, que saiu da 4ª colocação em 2017 para a 6ª em 2018. Por outro lado, a China entrou para a lista das 20 principais economias inovadoras e ocupa agora a 17ª posição, lembrando que no ano passado os chineses estavam em 22º.

 

Publicado anualmente desde 2007, o ranking classifica as nações com base em 80 indicadores, que vão desde as taxas registro de patentes até a criação de aplicativos para smartphones, gastos com educação, além de publicações científicas, incluindo ainda o desenvolvimento de produtos tecnológicos.

Compartilhe: